Alunos de escola em protesto contra a homofobia

Postado Mai 27, 2017

Dezenas de alunos da Escola Secundária de Vagos manifestaram-se, nesta terça-feira, contra o que consideraram ser um ato de homofobia de uma funcionária contra um casal de lésbicas.

O casal de alunas beijou-se nas instalações da escola e foram advertidas por uma funcionária que as viu.

De acordo com Hugo Martinho, o diretor da escola, o protesto "não é representativo do universo de alunos da escola" e terá resultado de "algum ruído na comunicação". Os alunos uniram-se e gritaram "não ao preconceito" e "não à homofobia". O caso, cujas circunstâncias estarão a ser apuradas também pela Inspecção-Geral da Educação na sequência de denúncias públicas, surgiu quando duas alunas terão sido repreendidas pela Direcção da escola por estarem a beijar-se no recinto do estabelecimento de ensino. Os colegas partilharam fotografias e vídeos da manifestação nas redes sociais.

A Associação de Estudantes da Escola Secundária Lima de Freitas, como uma associação que assenta nos valores de igualdade e tolerância, e que defende nas suas ações a preservação dos Direitos Humanos e a aplicação dos mesmo no nosso quotidiano, nas nossas escolas e nas nossas famílias e comunidades, repudia e condena a atitude discriminatória da direção da Escola Secundária de Vagos e mostramo-nos solidários com os alunos desta escola que organizaram este protesto pacífico!