Ex-guarda de Auschwitz condenado morre antes de cumprir sentença

Postado Junho 02, 2017

Morreu aos 95 anos Reinhold Hanning, antigo membro das SS condenado por cumplicidade em 170 mil mortes ocorridas no campo de concentração de Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial.

Hanning foi guarda do campo de concentração entre janeiro de 1943 e junho de 1944, quando tinha 23 anos.

Estima-se que tenham morrido mais de 1,1 milhões de pessoas em Auschwitz - o mais mortífero campo de extermínio nazi -, na sua maioria judeus, mas também homossexuais, ciganos e comunistas, incluindo mulheres, crianças e idosos, tanto na câmara de gás, como de fome ou por doenças. "Se o Judiciário não tivesse ficado calado por décadas, talvez não haveria esse desapontamento", disse.

Como recorreu da sentença, Reinhold Hanning acabou por nunca ter passado um dia atrás das grades.

Scharmer disse que o veredicto contra Hanning não é legalmente obrigatório, já que apelações ainda estavam pendentes no mais alto tribunal da Alemanha. Ele morreu em março de 2012, também antes de a Suprema Corte julgar seu recurso à condenação.