Novo incêndio de grandes dimensões em Portugal obriga bombeiros a evacuar povoações

Postado Junho 23, 2017

O alastrar das chamas naqueles dois concelhos, levaram ontem à evacuação de 13 aldeias na zona Este de Pedrógão Grande e 27 povoações de Góis, onde foi activado o Plano Municipal de Emergência e estão mobilizados cerca de mil operacionais.

No concelho de Góis, distrito de Coimbra, um incêndio está a ser combatido por 635 bombeiros, 218 meios terrestres e um meio aéreo.

"Góis é uma situação preocupante, o incêndio está a lavrar com grande intensidade e a ser objeto de análise muito particular", afirmou no segundo balanço do dia feito no posto de comando instalado em Avelar, no concelho de Ansião, em Leiria.

A mesma fonte disse que pode haver a necessidade, de ainda esta manhã, evacuar mais uma.

Já estão pelo menos 852 bombeiros em Góis, apoiados por 292 meios terrestres e seis meios aéreos, segundo a informação apresentada na página da Proteção Civil.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano Sousa, já tinha dito aos jornalistas que estavam a ser feitos contactos com Marrocos para que fossem disponibilizados os meios aéreos possíveis.

A maioria dos operacionais, viaturas e meios aéreos estão a combater as chamas em três grandes fogos nacionais localizados em Pedrógão Grande, Góis e Penela.

Mais de 1.700 bombeiros, apoiados por 609 viaturas e um meio aéreo combatiam, às 00:30, quatro incêndios que continuavam ativos nos distritos de Leiria, Coimbra e de Viseu. Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

Por causa do fogo em Pedrógão Grande, a Estrada Nacional 236 continua também interdita ao trânsito, no concelho de Castanheira de Pera, e a alternativa é o Itinerário Complementar 3 (IC3), informou a GNR.

Este incêndio já consumiu cerca de 26.000 hectares de floresta, de acordo com dados do Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais.