Temer mira grau de investimento 'logo' e diz ter a 'alma incendiada'

Postado Agosto 13, 2017

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi (PP), explicou nesta sexta (11) que a nova usina de etanol de milho em Lucas do Rio Verde ajudará na sustentação de preço do cereal.

"O Mato Grosso produz 30 milhões de toneladas de milho e precisa de apoio governamental para escoar". O líder dos caminhoneiros lamentou o resultado da votação na Câmara dos Deputados, que barrou a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente por corrupção passiva.

Segundo o governo do estado, a planta é fruto de uma parceria entre a Fiagril e a americana Summit Agricultural Group e contou com recursos, do Brasil e do exterior, na ordem de R$ 450 milhões.

Mais à frente do discurso, Taques também disse que o Estado prefere trabalhar a reclamar em tempos de crise.

O farelo de milho, chamado DDG (que significa grãos secos por destilação, na sigla em inglês), tem aplicação na nutrição animal, incluindo piscicultura, bovinocultura de corte, vacas leiteiras, suinocultura e avicultura.

O prefeito Luiz Binotti apresentou, em seu discurso, os números da produtividade local e regional e enfatizou a importância de Lucas do Rio Verde para o cenário do agronegócio nacional.

O risco-Brasil no final da manhã desta sexta, no entanto, estava em 206 pontos (CDS com vencimento em cinco anos), acima do que anunciou o presidente. Ressaltou que o estado exportou 16 bilhões de dólares em 2015 e contribuiu para o superavit da balança comercial. "Esse programa é muito bom e por isso que o presidente veio aqui", defendeu.

Já o presidente Michel Temer destacou o trabalho econômico do governo para colocar a inflação dentro da meta e também a diminuição dos juros.

"Não tratamos o empresário como alguém que está a margem da sociedade, nós tratamos o empresário como alguém que auxilia o governo".

Temer também acredita que novas usinas de etanol de milho devem se instalar pelo país. "E não é só o etanol de milho, mas também outros produtos".

Durante a cerimônia, o presidente da FS Bioenergia, Henrique Ubrig, indicou que o projeto de etanol de milho -que segue os padrões dos Estados Unidos (os maiores produtores)- pode levar o produto para mercados fora do Mato Grosso, como o Norte/Nordeste brasileiro, à medida que novas unidades possam ser implementadas.

Além de Maggi e do governador Pedro Taques (PSDB-MT), participaram do evento os governadores de Tocantis, Pará, Rondônia, Roraima, Amazonas e os vice-governadores de Maranhão e Amapá, todos integrantes da Amazônia Legal, que participavam de uma reunião em Cuiabá, capital mato-grossense.

"A cada ano a cultura de firma e cresce em Mato Grosso", disse o ministro Blairo Maggi. "Me sinto muito feliz por esse assunto (UFMT) ter sido citado e esperamos, com uma boa gestão, transformar esse sonho em realidade para nossa população de Lucas do Rio Verde", considerou.