Absolvição de policial que matou jovem negro gera protestos

Postado Setembro 17, 2017

Um protesto na cidade de Saint Louis, no Missouri (EUA), após a absolvição de um ex-policial branco pela morte de um homem negro tornou-se violento, terminando com 10 policiais feridos e 23 pessoas detidas.

No sábado à noite, muitas vitrines foram destruídas ao final de uma manifestação pacífica.

O protesto chegou até a casa da prefeita de St. Louis, a democrata Lyda Krewson, onde os manifestantes quebraram uma janela e jogaram tinta antes de serem dispersados pela polícia.

O caso recebeu grande atenção a nível nacional, após vários casos de negros mortos em circunstâncias problemáticas por policiais brancos. Na última sexta-feira, Timothy Wilson, juiz de St. Louis, absolveu Stockley das acusações de assassinato de Smith, um suposto traficante de drogas morto em uma perseguição policial.

Wilson considerou que a Promotoria não havia conseguido demonstrar, sem deixar qualquer dúvida, que o policial não agiu em legítima defesa. Aliás, este sábado, 300 manifestantes marcaram presença no West County Center Mall, mostrando a sua indignação pela absolvição de Jason Stockley que foi considerado inocente pelo homicídio de Anthony Smith em 2011. No entanto, a arma não aparece nas imagens da câmera instalada na viatura, nas que foram feitas por celular por uma testemunha, nem nas da câmera de vigilância de um restaurante próximo. O cantor Ed Sheeran fez o mesmo com seu show no domingo.