Trump assina decreto para "aliviar" cidadãos dos requisitos do Obamacare

Postado Outubro 12, 2017

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto nesta quinta-feira para enfraquecer a lei do Obamacare e tornar mais fácil para os norte-americanos contratar planos de saúde básicos, mas a ação pode enfrentar possíveis desafios na Justiça. Segundo Trump, a medida trará planos de saúde acessíveis a milhões de pessoas.

O decreto é o passo mais concreto de Trump na tentativa de desmantelar gradualmente o sistema de saúde atual dos EUA, uma de suas promessas de campanha, sem que precise dos congresistas republicanos - que já falharam várias vezes durante o ano em levar adiante os objetivos do partido de revogar e substituir a lei da saúde aprovada durante o governo do ex-presidente Obama.

Em um ato na Casa Branca, Trump denunciou o "desastre" e o "pesadelo" que o Obamacare representou para os americanos durante muito tempo.

- O custo do Obamacare tem sido tão ultrajante, está absolutamente destruindo tudo - disse ele em cerimônia de assinatura do decreto.

A ordem instrui o Departamento de Trabalho a considerar medidas que facilitariam as relações entre pequenos negócios e seguradores pelas linhas de estado para comprar planos de saúde mais baratos que estariam isentos de alguns requisitos do Obamacare. O Obamacare exige que a maioria dos negócios e planos de saúde individuais cubram esses benefícios. E uma vez que é expectável que as pessoas saudáveis acabem por preferir esses seguros mais baratos, os planos cujas coberturas são reguladas, como o Medicaid ou equivalentes, ficarão inevitavelmente mais caros (haverá menos pessoas a suportar os custos dos tratamentos de pessoas doentes).

Trump disse que a ordem é "só o começo" e que sua administração vai tomar medidas adicionais. Ele disse ainda que irá "pressionar o Congresso muito fortemente" para o fim e a substituição do Obamacare "de uma vez por todas".