Operação Fénix: Pinto da Costa e Antero Henrique absolvidos

Postado Novembro 09, 2017

Pinto da Costa e Antero Henrique acabam de ser absolvidos pelo Tribunal de Guimarães dos crimes de utilizar segurança privada ilegal, com escoltas diretas dos seguranças aos dirigentes, futebolistas e alguns familiares, do FC Porto.

Nas alegações finais, o próprio Ministério Público (MP) pediu a absolvição tanto de Pinto da Costa como de Antero Henrique, por falta de provas.

O arranque do julgamento, que começou há cerca de nove meses, ficou marcado por fortes medidas de segurança, uma vez que cinco dos arguidos estavam em prisão preventiva e nove em prisão domiciliária.

Ambos estavam pronunciados por crimes de exercício ilegal de segurança privada.

A "Operação Fénix" envolve 54 arguidos e está relacionada com a utilização ilegal de seguranças privados em serviços de segurança pessoal, tendo como epicentro a empresa SPDE, também arguida no processo.

É em torno da empresa de segurança SPDE que gira todo este processo.

Os suspeitos foram acusados de associação criminosa, exercício ilícito de segurança privada, extorsão, coação, ofensas à integridade física qualificada e agravada, tráfico, posse de arma proibida e favorecimento pessoal.