PM acusado de morte de empresário é executado em Feira de Santana

Postado Novembro 15, 2017

O sargento Ailton Nascimento da Silva, conhecido como Careca, morreu no início da manhã desta quarta-feira (15), no Hospital Geral Clériston Andrade, vítima de tiros. O caso aconteceu por volta das 5h30, na rua Quirinópolis, na cidade de Feira de Santana (a 109 quilômetros de Salvador).

A vítima foi socorrida para a unidade hospitalar, onde foi medicada, mas não resistiu aos ferimentos. Logo depois, cerca de cinco homens armados com fuzis se aproximaram em um carro modelo Cruze branco efetuando vários disparos.

O PM era lotado na 67ª Companhia Independente (67ª CIPM/Feira de Santana). A PM divulgou uma nota lamentando a morte dele.

Segundo o advogado Péricles Novais, o ministro acatou o pedido de liberdade dos réus, pois em dois anos o caso nunca tinha sido julgado. Segundo a polícia, o local e data do sepultamento ainda não foiram divulgados pela familia do militar. Ao sair, foi baleado por dois homens que estavam a bordo de um veículo.

O sargento Ailton Nascimento foi preso em agosto de 2014, acusado de envolvimento no assassinato do empresário Gil Marques Porto Neto, ocorrido no dia 21 de maio do mesmo ano.

Conforme o Acorda Cidade, após 2 anos sem julgamento, Aílton e Eliomar foram soltos no dia 13 de outubro de 2016. Já Gregório foi solto em 13 de fevereiro de 2017.