Chuva de estrelas cadentes poderá ser vista nesta madrugada

Postado Dezembro 13, 2017

Na madrugada de quarta, dia 13 de dezembro, para quinta (14), teremos mais uma chuva de estrelas, as geminídeas.

Segundo a Nasa (Agência Espacial Americana), estão previstos em torno de um meteoro por minuto, com a provável melhor chuva de meteoros do ano.

"Será uma boa ocasião para observar este enxame [das Gemínidas], pois haverá boas condições de observação", escreve o Observatório Astronómico da Universidade de Lisboa.

A lua fina e crescente não estragará o show, garante a Nasa, que transmitirá a chuva de meteoros ao vivo. No Hemisfério Sul, o radiante - ponto de onde os meteoros parecem surgir - já será visível a partir das 22h desta quarta-feira. A expectativa é que no pico cerca de 120 meteoros sejam registrados por hora. Seguindo uma linha imaginária perpendicular ao alinhamento delas, encontra-se Castor e Pólux, as duas estrelas mais brilhantes da constelação.

Diferente de outras chuvas de meteoros, a gemínidas acontece pela passagem da Terra pela poeira deixada por um asteroide, não por um cometa. Os meteoros geminídeos são do tamanho de um grão de feijão, chegam a alcançar a velocidade de 120km/h em nossa atmosfera, mas não representam nenhum risco ao planeta Terra. Mas eles não oferecem ameaça, pois praticamente todos se queimam antes de tocar o solo.

A chuva poderá ser visualizada no mundo inteiro - inclusive no Brasil - a olho nu. De acordo com a previsão do Climatempo, o Rio de Janeiro terá noite com poucas nuvens. O OAL aconselha que se evitem as noites nubladas, a poluição luminosa das grandes cidades e que se procure um horizonte desimpedido.