Pentágono revela programa secreto de investigação de óvnis

Postado Dezembro 18, 2017

A pergunta é lançada pela agência Reuters: "O Pentágono ainda tem um programa de OVNIS?".

O Pentágono admitiu oficialmente este sábado que manteve, até 2012, um programa de investigação de objetos voadores não identificados, conhecidos pela sigla ONVI. Que terá custado aos cofres americanos, cera de 20 milhões de euros - apesar de tudo, uma soma irrisória no orçamento da defesa americana.

O cérebro do programa Advance Aerospace Threat Identification Programme (Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais) foi o senador democrata Harry Reid, agora retirado, mas que chegou a ser líder da minoria (uma espécie de líer da Oposição) no Senado. Ainda assim, escreve o The New York Times, os funcionários que estavam afectos ao programa, e que forma colocados noutros departamentos, continuam a realizar de forma ocasional investigações a relatos de OVNI que surjam. A maioria do investimento foi direcionado para a empresa de investigação aeroespacial liderada pelo multimilionário e empreendedor (e amigo de longa data de Reid) Robert Bigwlow - que atualmente se encontra a trabalhar com a NASA para produzir uma nave expansível a humanos para ser utilizada no espaço. "Não estou nem envergonhado, nem embaraçado, nem arrependido de ter posto isto em movimento". Foi ele que alocou ao programa os fundos necessários para que este funcionasse, entre 2007 e 2012. Deste modo investigaram-se registos de vídeo e áudio de voos de caças da força aérea norte-americana, onde os pilotos avistavam objectos voadores que não conseguiam identificar.

O Departamento de Defesa, em resposta, remeteu para um comunicado a informação de que o programa foi encerrado.

Falando com Politico, a porta-voz do Pentágono, Dana White, confirmou que este programa existiu, mas lembrou que foi encerrado em 2012 por causa de "outros assuntos importantes que merecem ser financiados". Este último, ao "60 Minutos" da CBS, em maio, confidenciou que estava "absolutamente convencido" que extraterrestres existiam e que Objetos Voadores Não Identificados (OVNI) visitaram a Terra. Laura Ochoa foi evasiva na resposta, garantindo apenas que "O Departamento leva a sério todas as ameaças ou potenciais ameaças contra as nossas pessoas e bens, e a nossa missão toma medidas sempre que se desenvolve informação credível". Como diz o senador Reid, "a verdade está aí fora".