Eurico Miranda sofre nova derrota na justiça

Postado Janeiro 12, 2018

Na tarde desta terça-feira (09) o desembargador José Carlos Varanda dos Santos, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), indeferiu liminar ajuizada pelo atual presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, que solicitava a suspensão da eleição para a presidência do clube até a definição em relação aos votos da urna 7. Também foi negado pedido de prorrogação do mandato da atual diretoria até decisão final da Justiça.

A oposição do Vasco reclama de manipulação no sorteio para que o caso caísse justamente nas mãos de Zveiter, apontado por ela como aliado de longa data de Eurico Miranda. Mas, no momento, a situação está bastante favorável a oposição vascaína, encabeçada por Julio Brant, da chapa 'Sempre Vasco'.

Vale lembrar que na última sexta-feira (05) a defesa de Eurico Miranda, através de um recurso, pediu que a decisão tomada pela juíza Marcia Alvarenga fosse reconsiderada, suspendendo o processo eleitoral do clube e garantindo o cartola na presidência até pelo menos o término das investigações. No dia 16 haverá as eleições do Conselho Deliberativo do clube, que decidirá o nome vencedor das eleições. Eurico Miranda, segundo colocado, terá direito a apenas 30.

Existe a suspeita de que os votos da Urna 7 tenham sido dados por torcedores que se tornaram sócios do clube de forma maciça entre novembro e dezembro de 2015, depois de encerrado o período para se tornarem aptos a participar da eleição para a presidência do clube.