Taubaté vacina 500 pessoas contra febre amarela em apenas um dia

Postado Janeiro 14, 2018

"A adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva que será implementada em áreas selecionadas, durante período determinado de 15 dias, informou o Ministério da Saúde".

Para evitar o desabastecimento da vacina, que é repassada pelo Ministério da Saúde aos estados e, posteriormente, aos municípios, a Secretaria de Saúde de Taubaté alerta para a sua aplicação em caso de real necessidade.

Na campanha da vacinação, em locais onde não há circulação do vírus, será ministrada preventivamente a vacina fracionada, que é feita com um quinto da dose padrão. O prazo mínimo obrigatório para a vacinação é de 10 dias antes da viagem.

A informação foi publicada no site oficial da Anvisa, após ter sido anunciada a estratégia das doses fracionadas (liberadas para São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia). É preciso tomar a dose padrão, em qualquer unidade de saúde. A vacina, depois de aberta, terá que ser fracionada e usada em até seis horas.

Desde o início do ano, já foram aplicadas 1.300 doses da vacina em Taubaté. Em 2016, foram 1.074. A recomendação do Estado à prefeitura é que sejam vacinadas apenas pessoas que forem para áreas consideradas de risco.

A Campanha de Vacinação contra Febre Amarela com doses fracionadas, lançada ontem (09) pelo Ministério da Saúde objetiva aumentar a cobertura vacinal do país.

Segundo Vanessa, a técnica só é necessária em casos onde a quantidade de vacinas disponíveis não é suficiente para imunizar todo o público-alvo.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os viajantes internacionais fazem parte do grupo de pessoas não indicadas a receber a vacina fracionada - gestantes, crianças de nove meses a menores de dois anos e indivíduos com condições clínicas especiais (portadores de HIV/Aids, pacientes ao final do tratamento de quimioterapia e aqueles com doenças hematológicas, entre outras). O balanço anterior indicava 29 casos confirmados, com 13 mortes. Vocês acham que eles não sabiam dessa peste de febre amarela? Os demais casos de infecção foram registrados em Águas da Prata; Américo Brasiliense; Amparo; Atibaia; Caieiras; Campinas; Itatiba; Jundiaí; Mairiporã; Mococa/Cássia dos Coqueiros; Santa Cruz do Rio Pardo e Tuiuti.