Autor de "Por Treze Razões" acusado de assédio sexual — Jay Asher

Postado Fevereiro 15, 2018

Jay Asher, autor do livro "Por Treze Razões", que inspirou a série da Netflix com o mesmo nome, foi acusado de assédio sexual, tendo sido expulso da Sociedade de Escritores e Ilustradores de Livros Infantis (SCBWI - Society of Children's Book Writers and Illustrators), anunciou a instituição na passada segunda-feira, dia 12 de fevereiro.

A expulsão terá ocorrido no ano passado, mas só agora foi tornada pública devido à força do movimento #MeToo, de luta contra o assédio e abuso sexual de mulheres na indústria do entretenimento.

Asher, por outro lado, fez um comunicado onde declarou que, na verdade, ele teria deixado voluntariamente a Sociedade dos Escritores e Ilustradores de Livros Infantis e negou qualquer acusação. Embora não tenha ficado claro exatamente qual foi a conduta de Asher, a Netflix logo se manifestou e alegou que o autor não está envolvido na segunda temporada da série. "As denúncias contra eles estão sendo investigadas e, por isso, eles não são mais membros da Sociedade, nem vão aparecer em eventos organizados por ela no futuro". Segundo informa Entertainment Weekly, a seção de comentários foi inundada de denúncias contra Asher, e em uma atualização, o autor do artigo Lin Oliver revelou que Asher foi expulso após denúncias formais. "É muito assustador saber que as pessoas não vão acreditar em ti assim que abrires a boca", disse.

13 Reasons Why já encerrou as gravações da sua segunda temporada, mas a série ainda não definiu uma data de estreia para o novo ano. Me sinto em conflito sobre o assunto por causa do que está acontecendo na cultura e quem tem credibilidade ou não. "Eu amo a organização, mas eles não decidiram me expulsar".